Chili Pepper – comida mexicana até passar mal

Desculpem ficar tanto tempo sem postar. Contingências de um vida que não é (infelizmente) voltada apenas para comer comida vegan e escrever sobre isso. Por enquanto. De qualquer maneira, obrigado a todas as pessoas que tem entrado, divulgado e gostado da nossa iniciativa por aqui. O Distrito Vegetal está indo muito melhor do que eu poderia imaginar. Voltemos às resenhas.

Estou sempre na captura de bons lugares para comer veganamente que sejam pertos de casa. Um deslocamento agradável com duas pernas, às vezes acompanhadas de mais duas ou de um par de pedais, faz parte também do ‘rolê comida’. Não é apenas mastigar e engolir. E é por essas e outras razões que todas essas primeiras resenhas do DV se referem à Asa Norte, mais especificamente ao bucólico final da asa. Espaço bacana em vésperas de ser fodido pela especulação imobiliária do Setor Noroeste, que de verde tem só as tintas das placas de aço. De qualquer maneira, fica o convite pra quem mora longe de mim que mande suas resenhas para publicarmos aqui, será um prazer. Ou pelo menos deixe uma sugestão, que num dia mais disposto a gente vai comer lá.

Certo. Há um lugar a mais ou menos 140 passos da minha casa que você pode encher a barriga de quitutes de inspiração mexicana: Chili Pepper. Abre todas as noites e a grande pedida é o buffet mexicano. Você paga um preço fixo e come o quanto quiser. Um modelo de restaurante que não é dos mais ecologicamente corretos, provavelmente há um grande volume de desperdício e o modelo ‘coma-até-explodir’ incentiva às pessoas a comerem mais do que o necessário, quando talvez o mais interessante fosse cada pessoa comer de acordo com a música do mogli. Bem, a verdade é que eu gosto muito de comer e de comer muito e fica difícil de seguir cartilha nessas horas.

O rango do lugar é muito bom. O pessoal lá é bem preparado para atender às necessidades especiais alimentares. Você fala que é vegetariano e que também não come queijo e não passa perrengue nenhum. Existe uma variedade legal de petisco madness sem galináceos e uma quantidade boa de pratos. São várias leguminosas, massas e molhos que você pode comer numa boa. Tem chilli, salsa e guacamole, tudo vegano.

Talvez não seja típica comida mexicana. Sem problemas. Não acho que devemos tornar nossas papilas gustativas reféns de identidades nacionais firmadas no século XIX. A diferença entre o taco, o burrito e quesadilla é quase nenhuma. A mesma massa, às vezes com arroz, outras só com legumes e em alguns casos com alface. Não sei muito bem, na dúvida o melhor é pedir os três.

O guacamole não é dos mais inspirados, mas só de você saber que ele provém de uma fonte inesgotável (de trabalhadores explorados, eu sei, faço a mea culpa) e que você pode encher o prato quantas vezes quiser de nachos veganos já deixa qualquer barriga muito contente. O preço não é tão ruim se você comer muito. Tome alguma coisa, pague os 10% e sua conta vai dar um pouco mais de 20 reais.

Um dos poucos pontos negativos do lugar é aquele dvd da Shakira pré-hollywood que toca repetidas vezes sem parar desde a primeira vez que eu fui lá. Passe pra comer hoje a noite e confira na telinha. Com certeza você vai poder cantar Estoy aqui pelo menos umas três vezes. Fiquei com vontade de fazer uma copiazinha do meu dvd do Venom e deixar com eles lá, humildemente. “Aí galera, agora vocês tem outra coisa pra passar também”. Depois de pensar uns três segundos, desisti da ideia. Desconfiei que não seria muito bem aceito.

Serviço:
Chilli Pepper – 213 norte.

http://www.chilipepper.com.br/

4 responses to this post.

  1. Posted by Jully on junho 30, 2009 at 3:22

    que legal você lembrou da música do mogli! haha
    o extraordinário é demais.

    e as fotos boas como sempre heim? temos que começar a levar câmera pros roles comidinha. =)

    Responder

  2. […] – chilli pepper – 214 Norte – Rango Mexicano que você pode pedir tudo sem carne e/ou derivados de animais. Confira a resenha. […]

    Responder

  3. Comi no Chilli Peppers com uma turma grande depois do bazar da ProAnima e detestamos. Não sei se foi o dia, mas a comida toda estava , na melhor das hipóteses, sem gosto, com cara de velha/requentada, e o atendimento estava horrível. E vários de nós (inclusive eu) passamos beeem mal depois. Ainda em busca de uma boa comida mexicana aqui, principalmente de tamales. Mas não deixa de ser um dos muitos aspectos bons de ser vegana: me forçar a aprender a cozinhar o que eu não acho na rua.

    Responder

  4. Posted by Lílian on novembro 23, 2011 at 3:00

    O Chili Peppers da Asa Norte tá uma porcaria, comida velha, parece que, quando a gente chega, só tem a sobra da sobra. Já na Asa Sul, eu adoro, vou quase todo fim de semana comer lá com meu namorado, o pessoal até já conhece a gente, sabem do que a gente gosta e como a gente gosta. Recomendo.

    Responder

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: