shi… shitake na manteiga?

Nesse Distrito Vegetal, já dedicamos um post às delícias do shitake, o delicioso filé vegan. A emulação é tão boa que você pode até acordar com a indigestão típica de quem come vaca no outro dia.

De qualquer maneira, como bem observaram nos comentários, se for comer cogumelo na rua é bom ficar de olho aberto. Característica típica desse blog, olho sempre maior que a barriga. O lance é que na maioria dos lugares eles refogam os cogumelos na manteiga, pra dar aquele gostinho todo especial que o veganismo insiste em rejeitar.

Informação confirmada nesse final de semana, quando fui ao Japs e eles haviam mudado cardápio. Estava lá, em todas as letras “shitake na manteiga”. Um problema fácil de ser contornado.  Peça para fazerem  o shitake no azeite, resolvido.

Bem, para a galera mais purista é bom avisar logo que com a certeza a chapa não é separada. “Opa, chegou o pessoal vegan, peguem a chapa em que só fritamos brocólis, rápido!”. Então, ou você aceita jogar sujo, conviver nesse mundo e aproveita os traços de bacon pra ganhar um pouquinho de B12 ou então fique só no capim de nabucodonossor mesmo. Não que essa segunda opção seja menos honrosa, pelo contrário, o veganismo-reclusão pode ser uma coisa bacana também.

Então ficadica, olho na manteiga para aproveitar o fantástico mundo gastrônomico-lisérgico dos cogumelos. Já tô indo ali buscar o último disco do Klaus Schulze.

Como conseguir uma bolsa de pós-graduação?

Prezado(a),

Você se refere a bolsa de pós-graduação lato sensu (especialização) ou stricto sensu (mestrado e doutorado)?

Caso você tenha dúvidas relativas a pós-graduação lato sensu, você deve contatar a Secretaria de Educação Superior (SESu) pelo e-mail atendimento.sesu@mec.gov.br.

Caso você esteja se referindo a bolsa de pós-graduação stricto sensu, no país elas são institucionais. Isto quer dizer que ela repassa recursos aos programas de pós, que têm liberdade para definir os critérios de concessão.

Assim, para concorrer a uma bolsa é necessário estar inscrito em curso de pós-graduação stricto sensu recomendado pela Capes. A listagem com todos os cursos de pós-graduação stricto sensu (mestrado e doutorado) recomendados pela Capes (portanto, que emitem diplomas válidos) consta no menu Avaliação/Cursos Recomendados. A sua pesquisa poderá ser realizada por área do conhecimento, por conceito ou por região.

As bolsas concedidas pela Capes para o exterior, as concessões são de doutorado, estágio de doutorando e estágio pós-doutoral. Informações sobre esses programas estão disponíveis no site respectivamente em Bolsas/Estudantes – Bolsas no exterior. Adicionalmente, é concedido auxílio para que doutores participem de eventos científicos no exterior. As informações constam em Bolsas/Estudantes – Bolsas no exterior – Programa de Apoio a Eventos no Exterior (PAEX).

Outras possibilidades de bolsas são de cooperação internacional e de programas especiais.

Além disso, não deixe de conferir os editais abertos pela Capes. Eles estão disponíveis em: http://www.capes.gov.br/editais/abertos

Caso surjam outras dúvidas, a Capes tem, em seu site, uma área dedicada a dúvidas frequentes para livre acesso.

Tags: bolsa geral; bolsa no país; bolsa no exterior; tipos de bolsas.

Como conseguir uma bolsa de pós-graduação stricto sensu no país?

Prezado (a),

As bolsas de pós-graduação stricto sensu (mestrado e doutorado) no país são institucionais. Isto quer dizer que a Capes repassa recursos aos programas de pós, que têm liberdade para definir os critérios de concessão.

Assim, para concorrer a uma bolsa é necessário estar inscrito em curso de pós-graduação stricto sensu recomendado pela Capes. A listagem com todos os cursos de pós-graduação stricto sensu (mestrado e doutorado) recomendados pela Capes (portanto, que emitem diplomas válidos) consta no menu Avaliação/Cursos Recomendados. A sua pesquisa poderá ser realizada por área do conhecimento, por conceito ou por região.

Caso surjam outras dúvidas, a Capes tem, em seu site, uma área dedicada a dúvidas frequentes para livre acesso.

10 responses to this post.

  1. olá ! descobri seu blog a pouco, através de um link no blog da marina, do american vegan dream, e adorei !
    seus textos são muito bem escritos e divertidos… vou te linkar no meu, certo?
    até mais e parabéns pelo blog🙂
    juliana

    Responder

  2. Posted by leandro on outubro 26, 2009 at 11:10

    ainda bem que voltou! =D
    to sempre acompanhando!

    Responder

  3. Puxa, eu não gosto de shiitake. Parece carne de lesma. Não que eu já tenha comido uma. Me disseram que é melhor tirando a partinha branca de dentro. Como você prepara o seu?

    Abraços

    Responder

    • Posted by poney on janeiro 26, 2010 at 19:01

      eu só tiro aquele caulezinho e refogo na cebola, alho, shoyu. tipo carne de lesma. heheh. também já fiz com creme de leite de soja e no molho xadrez. acho que de qualquer jeito fica bom.

      Responder

      • Posted by andrei on março 18, 2010 at 20:54

        porra, vc tira o caulezinho? e faz o que, joga ele fora? tem que comer ele também, é delícia.

        e não vacilem, shitake não é igual carne de lesma, é igualzinha a LULA. hehehe pelo menos é o que me lembra.

  4. ADORO shitake!!! Yum!!

    Responder

  5. Posted by Thales Souzedo on novembro 23, 2009 at 16:13

    Ae Poney!…to curtindo pra caralho esse seu blog…achei meio que na cagada, mas ta me ajudando muito por eu estar começando agora nessa vida de vegano, estou ancioso para o proximo post…continue com as boas ideias bicho, pq nos violas e PPC ja manda benzão!

    Responder

  6. Posted by Thales Souzedo on novembro 23, 2009 at 16:20

    To curtindo pra caralho e nem sou de brasilia!! Imagine como isso tem ajudado!

    Responder

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: