Posts Tagged ‘GUIA VEGANO’

Publicado o Grande Guia Vegano – Brasília 2013!

guia vegan 3

Finalmente! Publicado!
O GRANDE GUIA VEGANO – BRASÍLIA 2013

Mais de 115 lugares para comer sem derivados de animais na cidade. Da junk food colonialista ao crudivorismo asceta, do restaurante gourmet à barraca de rua, tem pra todos os gostos.

https://distritovegetal.wordpress.com/o-grande-guia-vegano-brasilia-2013/
https://distritovegetal.wordpress.com/o-grande-guia-vegano-brasilia-2013/
https://distritovegetal.wordpress.com/o-grande-guia-vegano-brasilia-2013/

Compartilhem, acessem e contribuam!

Anúncios

novidades (boas e ruins) pro Guia Vegano do Distrito Vegetal

boas novas

SAGA VEGANA – onde se pode encomendar pães, bolos, brownie, pão sem queijo (pão “de queijo”) congelados, leites vegetais, queijos vegetais e esta semana ainda será lançado o super especial Omelete Saga Vegana, que vou lançado ao público por ocasião do FestVeg.  http://www.sagavegana.com.br (enviado por Júnior Edvaldo)

Germinar, 202N! proposta é bem focada no café da manhã, com opções de suco além do suco vivo, pra comer opções vivas, além das cozidas sem glúten e sem lactose (cuzcuz, tapioca, salgados). E a partir de 20/10 funciona também das 17h às 20h, com sanduíches e caldos. Tb tem salgados veganos congelados e leites vegetais para levar, e em breve tb vai rolar hamburgueres veganos congelados!  Esse sábado (29/09) é a inauguração (pela manhã, de 7 às 12h),  degustação de alguns itens do cardápio e tb uma atividade pras crianças. (enviado por Edith)

Klango do Cerrado – 208N – É uma pizzaria na 208 norte que agora faz pizza vegana com mandiojeko graças a pedidos de algumas pessoas. Ela faz entregas e abre de 12h00 até 23h (enviado por Priscyla)

Yakisso-bah – 210N – Tem um cardápio vegan (!): https://www.yakissobah.com.br/veganos.htm e e fazem delivery. (enviado por Henrique)

Yogzen – 107 sul – tem no cardápio sanduíches veganos. Provei o de beterraba, cenoura e pastinha de grão-de-bico no pão multicereais… Aprovado! O tamanho é bem honesto e não é caro. (enviado pela Sofia)

Pastel Mix – 107 sul – onde dá pra pedir o sabor azeitona e palmito, além do de banana com canela, se a cliente pedir, eles fazem sem queijo. (enviado pela Sofia)

más novas

Sky’s – voltou o hamburger vegetal (ÊÊÊ), mas é da da Sadia e com ovo (BÚÚ). Vamos nos organizar pra escrever pras grandes corporações sem coração pra ver se conseguimos um hamburger vegan de volta? (campanha em breve aqui no blog)

Mercado do Produtor em Vicente Pires –  A loja de falafel fechou há uns seis meses. O letreiro ainda estava lá… Mesmo assim, o mercado tem várias coisas maneiras. (enviado por Antônio Barros)

“precisamos apurar” novas

Calango Hot Dog – Salsicha de soja realmente tá em falta, mas no calango hot dog tem almôndega… Será que é vegan? (enviado por Aline)

Jonnie Burger – Será que sem o queijo esse veggie é vegano? Alguém conhece? http://www.johnnieburger.com.br/img/cardapio.jpg (enviado por Aline)

(se você tiver mais sugestões, investigações, notícias ou novidades, mande aí nos comentários ou poneteo@gmail.com)

saldo: 5 positivas – 2 negativas + 2 incertezas =

Guia Vegano Natal

o pessoal do Papa Capim (que nome fantástico, não?) produziu um guia vegano da cidade de Natal, capital do Rio Grande do Norte. Na nossa condição de entusiastas da confecção de guias veganos locais, resolvi divulgar por aqui também.  Eu reproduzo abaixo, mas você pode encontrar no link: http://papacapimveg.com/2012/08/27/guia-vegano-natal/

E se quiserem mandar outros guias para publicarmos aqui, sejam muito bem-vindxs.

Guia Vegano Natal (por Papa Capim)

Restaurante Magias da Terra

Promessa é dívida e aqui está o Guia Vegano de Natal. Fiquei muito feliz em ver que o número de vegetarianos/veganos está crescendo na cidade e que ficou bem mais fácil ser herbívoro naquelas terras. O futuro é verde!

O “Nativos” funciona em uma casa reformada e o ambiente é muito agradável. No cardápio: saladas orgânicas, várias opções de pratos quentes (veganos e vegetarianos), sobremesas (uma só vegana, mas deliciosa) e sucos naturais.  Foi o primeiro restaurante que visitei em Natal e a comida continua muito saborosa. Adoro o feijão preto de lá, que é quase uma feijoada, e os bolinhos de soja (até eu que não gosto de soja acho ótimo).

A deliciosa torta de banana com castanha e açucar mascavo (vegana).

Além disso, a proprietária é muito simpática e foi paciente com essa vegana aqui, explicando direitinho o que tinha em cada prato. Minha memória pra números é péssima, mas acho que o quilo da comida custa em torno de 29 reais (alguém me corrija se eu estiver errada).

Restaurante Nativos – aberto de domingo à sexta, das 11h às 14h30

Rua Barão do Curumataú, 2256 – Lagoa Nova (Por trás da CEASA)

No mercado de Petrópolis tem o “Viva Melhor”. O lugar é bem pequeno e a oferta de pratos é menor do que no Nativos, mas a simpatia do pessoal e o precinho camarada compensam. Além de saladas, pratos quentes vegetarianos e veganos (com gosto de comida caseira), sucos e sobremesas, é possível comprar alguns produtos feitos por eles. Provei, e aprovei, o pão integral, biscoitos de aveia e biscoitos salgados de linhaça (o produto que mais gostei). O quilo da comida custa 20,90 reais. Os biscoitos (salgado e doce) custam 3 reais o pacote, o pão integral custa 6. Eles também vendem sopas congeladas por encomenda (somente à noite, faça o pedido durante o almoço).

Restaurante Viva Melhor

Mercado de Petrópolis – Av. Hermes da Fonseca, 407

Mas o restaurante que conquistou meu coração foi o Magias da Terra, na Ecovila Pau-Brasil, em Pium. Visitei o lugar pela primeira vez quase três anos atrás e quando voltei lá pude constatar muitas mudanças (todas pra melhor). O lugar já era encantador, mas agora está ainda mais bonito e agradável. No site eles explicam: “A Ecovila é um projeto sustentável, situado em uma área de dois hectares. Utilizamos técnicas de permacultura, agroecologia e biodinâmica no manejo orgânico de nossa produção de frutíferas, hortaliças, condimentais, medicinais e ornamentais. No campo da Permacultura, manejamos uma agrofloresta sustentável, mantemos árvores nativas da Floresta Atlântica, reusamos nossas águas através dos filtros biológicos…” Eles também transformam o lixo orgânico produzido pelo restaurante em composto e têm até banheiro seco (o que causou uma crise de riso incontrolável na minha irmã, que nunca tinha visto banheiro seco, e em mim, diante da reação dela).

Um dos vários pratos que comi por lá.

A comida está à altura da beleza do lugar: um número enorme de pratos frios e quentes, mais muitas pastinhas e diferentes tipos de pães. Todas as verduras são orgânicas e todos os pratos são deliciosos. Por 36 reais e uns quebradinhos, você come à vontade (buffet frio, quente e sobremesa, sucos à parte). Se quiser prolongar o prazer gastronômico, é possível levar os pães deles pra casa. O restaurante oferece algumas opções vegetarianas, mas no dia que fui lá o buffet inteiro era vegano. O que pedir mais? Quem quiser se manter informado da programação do local (cursos de permacultura, oficinas de culinária, luau com pizzas veganas), pode escrever pra lá pedindo pra entrar na lista de e-mails. E pra ver a formosura do lugar, e escutar Pedro e Larissa explicando o projeto, confiram esse vídeo.

Restaurante Magias da Terra, Ecovila Pau-Brasil – aberto nos fins de semana, das 12 às 15h.

Instruções pra chegar lá: entre na rua da feirinha de Pium (entre a feira e a igreja) e siga em frente até encontrar a entrada que leva à Lagoa Azul, à esquerda (antes tinha uma placa, agora você terá que perguntar ao pessoal local). Continue mais alguns metros nessa estrada de barro e você encontrará uma placa indicando o caminho da Ecovila, no lado esquerdo da estrada.

A foto não faz jus à deliciosidade da pizza (com beringela, abobrinha e pimentão grelhados).

A pizzaria “Tomatino” não é vegetariana, mas faz a melhor pizza que já comi em Natal e o pessoal é bastante veg-friendly, adaptando as receitas pra agradar herbívoros. A massa é fininha e crocante e os recheios são interessantes e feitos com ingredientes frescos. Meu maior problema em pizzarias não é, contrariamente ao que se possa imaginar, o queijo (basta pedir pra vir sem), mas sim a falta de criatividade nos recheios vegetais. Tirando milho verde, ervilha e azeitona, todos vindos de latas, o que detesto, não tem outras opções de recheio de origem vegetal. Palmito é bom, mas pizza só com molho de tomate e palmito é meio triste. Na minha última viagem à Itália provei pizzas veganas deliciosas (em pizzarias tradicionais), com legumes grelhados, alcachofras em conserva, cogumelos salteados, ervas frescas, rúcula… E lá ninguém te olha como se você tivesse duas cabeças quando você pede pizza sem queijo. Fiquei muito feliz em descobrir que na Tomatino eles fazem pizzas tão deliciosas quanto as que comi por lá. E pra ficar tudo odara, os preços são mais que justos.

Pizzaria Tomatino

Rua Praia de Muriú, 9218 – Ponta Negra

Nessa visita à Natal descobri uma loja de produtos que é uma maravilha pros veganos (ou não). Lá tem semente de chia, cereais especiais e oleaginosas, folhas de alga nori (pra fazer maki), condimentos difíceis de encontrar, especiarias e até sal rosa do Himalaia e sal defumado! Além de inúmeros ingredientes da culinária chinesa-japonesa, tem também vários produtos árabes, como zatar (condimento à base de tomilho e gergelim) e tahina. Tudo com preços muito melhores do que nos supermercados. Fiz verdadeiros achados: potes de tahina árabe (os mais baratos que já vi na cidade), tofu (8 reais o pacote com meio quilo) e cogumelos funghi e shitake desidratados. Pra quem gosta de preparar pratos exóticos, quer incluir ingredientes diferentes no cardápio ou simplesmente deseja comprar alguns ingredientes básicos por um preço mais barato, essa loja é uma pérola.

Loja Kouzina

Rua São João,1242 – Lagoa Seca (fica pertinho do Corpo de Bombeiros).

Não podia deixar de fora a minha loja preferida na cidade (já falei um pouco dela aqui). O Alecrim pra mim é cheio de tesouros e a “Casa do Milho Pipoca” é um deles. Júnior, o proprietário, explicou que a loja tem esse nome porque seu pai foi o primeiro comerciante em Natal a vender milho especial pra pipoca, 40 anos atrás. Ele ainda passa os dias na loja, mas é Júnior que faz quase todo o trabalho hoje. Não tem como competir com os preços de lá: castanha de caju, castanha do Pará, semente de linhaça, gergelim, arroz da terra, soja em grãos… tudo mais barato do que nos supermercados. E ainda tem vários tipos de feijão, granola, semente de chia, mel de engenho (melado)….

Casa do Milho Pipoca

Rua Presidente Quaresma, 546 – Alecrim (na rua da feira).

Há anos escuto falar da feirinha de orgânicos na UFRN, mas só nessas férias consegui visita-la. Você precisa acordar bem cedo (com as galinhas, na verdade) pra ir lá, mas vale muito à pena. São poucas barraquinhas, mas que oferecem uma variedade boa de frutas e verduras. E, pasmem, por um preço igual ou até melhor do que nos supermercados! Pra completar a maravilha, Pedro, do restaurante Magias da Terra, e Curo, um veterano da culinária vegetariana em Natal, vendem vários dos seus quitutes por lá: pães, bolos, biscoitos, pastéis de forno, tofu… Tudo na barraquinha de Pedro era vegano, mas Curo vende comida vegana e vegetariana (infelizmente no dia que fui lá não tinha opções veganas, mas ele aceita encomendas).

A ruma de legumes que eu e minha irmã compramos: couve-flor, couve manteiga, cenoura, feijão verde, tomate cereja, maracujá, pepino, alface americana, alface roxa, rúcula e coentro.

Os quitutes do Magias da Terra

Não me arrependi nem um pouco de ter madrugado: voltei pra casa com essa ruma de verdura orgânica pela bagatela de 28 reais! Mais as delícias do Magias da Terra: pão com urucum (minha irmã ficou louca por esse pão), pastel de forno integral recheado com berinjela e o ultra delicioso bolinho de cacau integral (com especiarias e cobertura de chocolate).

Feira de produtos orgânicos da UFRN

Fica perto da praça cívica, ao lado do estacionamento. Funciona somente nos sábados, das 5 às 9 da manhã (o ideal é chegar lá antes das seis pra ter mais opções).

E pra ninguém mais caluniar o veganismo dizendo que é mais caro do que alimentação onívora, aqui vão mais dicas de lugares onde compro verduras, frutas, leguminosas e cereais baratos quando estou em Natal.

Feira do Alecrim, todos os sábados de manhã na Av. 1 (Presidente Quaresma). Os preços são bons e a atmosfera é coloridíssima. Vale visitar pelo menos uma vez.

A CEASA de Natal tem frutas e verduras por preços menores do que nos supermercados. Não são orgânicas, mas ainda assim acho que é uma opção pra quem quer comer mais verduras/frutas sem gastar mais. Claro que melhor ainda, e mais barato, é ir na feirinha de orgânicos, mas se você não acordou a tempo, esse lugar pode quebrar o seu galho. Dentro da CEASA tem uma loja chamada “Ervas e Temperos”, onde você encontra, além de todos os tipos de temperos, grão de bico, lentilha, soja em grãos, PTS, cogumelos secos, semente de girassol… Mais uma vez, os preços aqui são melhores do que nos supermercados.

E pra quem gosta dos produtos do Nordeste, o melhor lugar pra comprar mel de engenho (melado) é na Casa da Rapadura, pertinho da Casa do Milho Pipoca. Seu Galileu tem um canavial e um engenho em Japecanga (interior do RN) e vende os produtos que ele mesmo produz. O mel de engenho é o melhor que já provei (quando passei por lá custava 5 reais o litro, mas o preço pode variar de acordo com a época do ano), mas ele também vende, claro, vários tipos de rapadura.

Ficou faltando visitar um restaurante vegetariano na minha lista: o Cantinho Vegetariano, na vila de Ponta Negra. Vai ficar pra próxima, mas se algum leitor de natal já comeu lá, adoraria ler suas impressões

Guia Vegano de Bolso!

O Distrito Vegetal preparou uma versãozinha de bolso do Grande Guia Vegano 2012 pra você colocar na carteira e ter sempre em mãos. Uma boa opção pra pessoas esquecidas, que nem eu, e pra quem não tem aqueles celulares chiques, que nem eu também. Você pode acessar o guia no link abaixo e imprimir clandestinamente no trabalho. Depois é só dobrar e levar o Distrito Vegetal por aí.

guia de bolso – distrito vegetal 2012
guia de bolso – distrito vegetal 2012
guia de bolso – distrito vegetal 2012 

Agradecimentos especiais à Jully, companheira de vida, pela montagem do guiazinho, ficou bacana demais. Obrigado.

O GRANDE GUIA VEGANO – BRASÍLIA 2011

Caríssimas vegetais,

Segue abaixo o apanhado para 2011 de lugares pra se comer veganamente em Brasília. Não irei me alongar nessa introdução, apenas reforço que essa lista é o resultado concreto da nossa rede de contrabando de informações vegan. Desde sempre esse foi e continuará sendo o principal objetivo do Distrito Vegetal. Contudo, antes que todo mundo possa aproveitar, duas observações são importantes:

1) Essa lista se manterá em frequente atualização. Aproveite os comentários para deixar novas sugestões para que o guia cresça monstruosamente e domine Tóquio.

2) Não visitamos todos os lugares que estão na lista. E mais importante, não visitamos as cozinhas de todos lugares listados. Muitos estabelecimentos estão presentes pelas dicas de pessoas que visitam o blog e de informações e perguntas que fizemos pra garçons, balconistas, cozinheiros. Não vejo nenhum problema nisso. Você pode ter o veganismo desconfiado que você quiser, eu prefiro um veganismo que acredita nas pessoas e a princípio não vê motivos para desconfiar das intenções  delas. Isso significa que:

3) Se tem alguma coisa nesta lista que você acha que não é vegan, não seja babaca querendo dar uma de polícia.  Seja bacana e aponte de maneira simpática onde está o problema. Já tem polícia demais nesse mundo, não acham?

Com aquele carinho e disposição de vegetal,
Poney

O GRANDE GUIA VEGANO – BRASÍLIA 2011


lista de lanchonetes com opções veganas

– Sky’s – 106 sul, 716 norte e 312 sul. O veganismo venceu! (hehe) Hamburger, açaí e batata frita. A santíssima trindade da junk food vegan. O rango vegan no Sky’s é uma vitória pessoal do Distrito Vegetal. Uma prova de que a ação direta (ou encher o saco) consegue mudar alguma coisa. Além de tudo isso é o ponto de encontro dxs roqueirxs depois dos shows e o local em que o Joaquim Extremo foi visto pela última vez.

– The Plates – 706 norte – escolhido pelo criterioso Distrito Vegetal como o melhor hamburger vegan do cerrado. Peça o hamburger lá (tem que ser o número 9, esse é vegan) e o milk shake na palazzo.

– Rio Sucos – 210 sul – o hamburger de grão de bico primoroso, vc pode substituir a muzzarela de bufala por várias pastas que não tem derivados animais, tomate seco, beringela e o caraio. os sucos são deliciosos, rola um açaí do juan e uma tortinha vegan de banana. foda, além do mais o atendimento pra quem não come galináceos é muito bom. comida nota 10, preço nota 2, caro pra porra.

– Submore – 115 norte – Agora eles tem um sanduíche vegan de nome “veggie” com pasta de homus e legumes grelhados, batata frita e o Açaí La Nieve (ou “do Juan”), o melhor da cidade. Além disso você pode pedir salada ou montar um sanduíche vegan frio. O foda é que a única pasta sem maionese é uma de ameixa, que deixa tudo com um gosto meio estranho. Confira as resenhas aqui e aqui.

– Kebaara – Finalmente voltamos a ter  falafael nessa cidade. De brinde, batata-frita + atendimento camarada. 408 Norte e 209 Sul. Telefone: 3443-0204.  Leia a resenha.

– KEB –105 Sul, bloco C, 3242-0522. Tem a opção KEB VEgan (mix de cogumelos, bababababababababaganouch, tofu defumado e mix de vegetais). Além disso, tem uma batata assada no forno com 10 especiarias orientais que tb parece muito bom.

– Ômega 3 – 413 norte. O ômega é praqueles dia sque você quer comer bem. O preço não é dos mais agradáveis, mas lá tem escondidinho de shimeji, sanduíche vegan de cogumelos, leite de castanha, açaí, torta de banana integral, delícia de morango, creme de abacate… ufa! Sem contar que o pessoal lá é super simpático ao veganismo e fizeram até uma semana sobre o tema em 2010.

– Estação do Guaraná – 106 Sul – Salada, Açaí, Batata Frita, arroz com brocólis. Antes eles tinham um delicioso Wrap Veggie com abobrinha, mas acho que saiu do cardápio.

– Marietta – 103 sul, 214 norte, 210 sul, qi 09 lago, terraço shopping, iguatemi, park shopping, casa park, conjunto nacional.  rola uma salada daquelas de montar, mas muito bem feitinha mesmo, deliciosa, porém cara. No marieta café também dá pra pedir o sanduíche de shitake e pedir pra tocar o queijo por abobrinha. bacana é o energético (açaí e mate) só tem que pedir pra vir sem leite.

– Cornhills – 202 sul – tem opção de cafés com leite de soja. Além do famoso Café Jacu, cujos especialistas ainda divergem se é iguaria vegana ou não. Fizemos uma resenha.

– Temakerias – tem uma porrada espalhada pelo Plano. o lance é pedir um cone de shitake e uma sopinha de tofu. Rola um espetinho de cogumelo com cebola também. Peça sempre pra fazerem seu cogumelo no azeite e não na manteiga. Na 214 norte, tem o Japs com temaki com alho poró frisado! Resenha.

– Habib’s – 506 Norte – Homus com Batata Frita. O pão é vegano sim, porra. Se você for corojosa, também dá pra pedir a esfiha de espinafre sem o queijo.

– Green’s – 303 norte e 202 sul – o green’s não é muito legal pra almoçar se você é vegan. Mas o jantar tá caprichado. Além dos caldos, tem mais de um sanduíche quente com tofu que é uma delícia.

– Balaio – 201 N – tem um sanduíche de shitake muito gostoso e umas coisas lá podem ser feitas com leite de soja (capuccino, etc).

– Acarajé – Torre de TV – com vatapá (sem camarão) e saladinha. 4 conto; tem também na entrada da feira do paraguai (delicioso) e na praça do DI.

– Pastel de Palmito – Feira do Guará – gostoso até pra quem não gosta de palmito, pra quem curte caldo de cana é uma boa também.

– ilha do pastel – venâncio 2000 e taguatinga shopping, (que tem inclusive prato feito vegan) tem o palmito, palmilho, soja, sojamilho… além da sensacional limonada suíça, a melhor do mundo.

– pastel de vento – 407 – monte o seu pastel vegan e peça um açaí.

– empada carioca – 304 do sudoeste, shopping de águas claras, 215 norte, 307 sul, conjunto nacional – ligue antes e peça pra não passarem ovo na empada integral de legumes.

– burger gourmet – 412 norte- Hamburger vegan com buffet de saladas. Também rola um chile veggie e sem contar que o gringo já apoiou dois shows de hardcore na cidade. É mole ou quer mais?

o (sobre) Natural, UnB, que tem torta de berinjela  e quibe de soja: os dois veganos. Fica no subsolo ao lado dos CA’s de História, Filosofia e Geografia. Confira a resenha.

– Bistrô Bom Demais – no CCBB: tem sopa por 10 reais  de abóbora e gengibre, batata e alho-poró e creme de coentros, sanduíche de homus, berinjela, shitake e pimentão por R$13 e risotos, por R$22 a 24, que podem ser veganizados E mais uma vez, no sobremesa for you, vegan!- T’Açaíndo – Pão de Açúcar do Lago Norte. Talvez o melhor açaí da cidade. Dá pra pedir uma batata frita ali no Giraffas pra complementar. 

– Quituart – QI 9 do lago norte – tem uma tendinha árabe lá e tem o sushi vegan, dá pra pedir o famigerado barquinho de soja.  

– Sabor Café – SBN – tem açaí da La Nieve e dá pra pedir tapioca com azeite. Um bom quebra-galho pra quem trabalha na região.

– Martinica Café – 303 norte –  Pelo que dizem o creme de abóbora é vegan.

Fast Nature – 313 norte – tem açaí e rola de pedir vitaminas com leite de soja.

Bendito Suco – 413 norte – tem açaí, muitos sucos deliciosos e rola de pedir vitaminas com leite de soja.

– Nazareth café – Setor de Radio e TV Sul – Multiempresarial Bloco O – sanduíches pra montar por R$ 4,80.

Kikebab – 110 Norte Bloco B loja 38 – Kebab de vegetais (com abobrinha e beringela na chapa, acompanhado de salada). Delícia!

lista de restaurantes com opções veganas

– Sabor Vital – 316 norte – Particularmente, o meu favorito. Não é o restaurante vegetariano com mais opções da cidade, mas tampouco servem qualquer tipo de carne. É um restaurante vegetariano relativamente simples. O lance é que cada uma das coisinhas que eles servem é deliciosamente bem-feita. Tem AMOR, sei lá.  Leia a resenha.

– amor a natureza – 311 norte – restaurante vegetariano com opções veganas. Cuidado! A feijoada não é vegan.

boa saúde – 702 norte Bl.D Loja 128 – Melhor bife de gluten da cidade. Preço camarada e folgas aos sábados.

chilli pepper – 214 Norte – Rango Mexicano que você pode pedir tudo sem carne e/ou derivados de animais. Confira a resenha.

fogão chinês – 402 norte, bloco E – comida chinesa. self-service no almoço todos os dias, tele entrega e não fecha a tarde. 33270064 ou 32017283. Também tem rolinho sem carne!

girassol– 409 sul- restaurante e pequeno empório de coisas naturebas com  opções veganas. As noites rola um rodízio de sopa muito gostoso, com opções, com menos de 7 reais você come o tanto de sopa que agüentar. Um dos melhores vegetarianos da cidade. Leia a resenha.

greens – 303 norte – A salada é deliciosa mas não é sempre que tem alguma coisa vegan interessante. Um dos destaques é o acarajé de soja com vatapá de abobora lá, delícia. O chato é que tem muita carne, de avestruz e outras coisas desagradáveis.

manara – 706 norte – agora funciona na hora do almoço apenas: tem falafel, hommus e babaganuche. Segundo um amigo, dá pra encomendar esfirra de chicória.

Natureto – 405 norte – Bem parecido como greens. Costuma ter mais opções vegan. Uma coisa muito legal é que discriminam tudo que tem derivados. Se você estiver na pegada sopa, rola uma sopa com umas pastas a noite. o da 403 sul tem rodízio de massas.

terra viva – 202 norte – restaurante vegetariano e pizzaria. Muitas coisas com queijo, entretanto.

– rei do Glúten – 411 sul – restaurante vegetariano.

– Quinoa – SRTVS – restaurante vegetariano. Uma boa opção pra quem trabalha por ali.

– flor de lótus – 102 norte – muito gostoso. Algumas coisas tem carne, nada tem leite. Bastant caro, mas muito agradável. Destaque pro nhame palha, que bela invenção.

– El Paso Texas – 404 sul – nos dias de bufê (quarta e quinta à noite, sábado e domingo no almoço) dá pra comer nachos com guacamole, salsa roja e bean dip (peço este sem queijo), além disso, peço para eles fazerem chimichangas sem queijo (só com cenoura) e tacos só com salada, aí eu você  tacafeijão e guacamole dentro do taco.

–  Pequim – 405 Norte – além de ser o melhor chinês na cidade (sugerido por alguém da linhagem e bastante exigente, hehe), também tem algumas opções muito gostosas e relativamente acessíveis. Lá tem o melhor rolinho primavera (só tem uma opção: de verduras), além de pratos ótimos à base de tofu.

– A Tribo – 105 norte – nãoé estritamente vegetariano, mas possui uma coisa legal que é ter opções veganas de comida bem brasileira, como macaxeira e jerimum.

Empório Árabe Restaurante – Avenida das Castanheiras 1060, Loja 24 – Edificio Vila Mall – Águas Claras – Telefone: (61) 3436 0063 – rola um falafel supimpa.

lista de pizzaria com opções veganas

pizza é sempre um assunto delicado quando se trata de alimentação livre de galináceos*. massa com molho e folha não é exatamente uma delícia da culinária vegana, mas se algum dia te convidarem pra comer uma pizza no aniversário de alguém, talvez seja bacana você recomendar os seguintes lugares**:

– pianino, 411 sul. peça sem queijo e aguente a cara de espanto do garçom. sabores com cogumelos, tomate seco e abobrinha ajudam a suprir a falta do queijo. não é nenhuma maravilha, mas chega de veganismo triste né? hehe.

– dona lenha, 201 sul, terraço shopping. tem uma pizza de 3 cogumelos (shitake, shimeji e cogumelo paris, se não me engano) que dá pra pedir sem o queijo e é uma delícia. o preço é salgadinho.

terra viva, na 202 norte, que tem pizza vegana. Eles cobram 18 pilas, não entregam e fecham pouco depois das 20 hras. Mas a pizza é bem gostosa e você escolhe o sabor.  (sugestão do André)

pizza a bessa, quadra 103 sudoeste, opções veganas se você customizar. Cogumelos e berinjela são sempre uma boa pedida.

– naturetto família, 403 sul,  você pode montar suas pizzas com tofu. Capriche no sal e no catchup e peçam pra não terem dó no shitake.

francesca pizzaria artesanal: Condomínio Quintas do Alvorada – QI 27 – Lago Sul. Telefone: (61) 3367-3367 e 8428-5507. Tem pizza vegana.  E o nome da pizza é esse, ou seja, eles sabem o que é vegano. Dêem uma olhada no site e vejam como eles explicam direitinho que a massa da pizza não tem ingredientes de origem animal: http://www.francesca.com.br/cardapio.htm. E, além disso, tem pizza de chocolate sem leite. Sim, podem chorar de alegria.

*gíria marota importada do Ceará para se referir aos derivados animais: leite, ovo, etc.

** um detalhe importante:  massa de pizza boa não leva leite nem ovo na massa, mesmo que o recheio seja de calabreza.

lista de sorveterias com opções veganas

– Palazzo – 706 norte. Um absurdo o chocolate de soja dos caras, um negócio absurdamente sensacional. E sem aquele gostinho reminiscente de Ades! Oh, glória. ainda fazem milk shake e tem uns outros dois sabores sem leite. Mas aí, experimenta mesmo é o de chocolate. Confira a resenha.

– Palato – 309 norte – tem uma série de sorvetes vegan, daquele tipo “neve”, como dizem os argentinos.  sorvetes de fruta e tal.

– Sorbê – 404 norte, 211 sul – rola uns sorvetes artesanais vegan de umas coisas estranhas tipo Buriti e de umas coisas mais legais, tipo amora. Tem um sorvete muito foda de chocosoja (mas tá em extinção), tem um de canela com linhaça que parece sorvete de flocos e também um de morango a base de leite de soja. a-ni-mal. sensacional pra quem tá cansadx de fazer os próprios sorvetes. o preço é que não é muito camarada.

Napolitá – 311 norte – tem a opção de sorvete sem lactose e tem até site.

Torteria di Lorenza – 214 e 115 norteaparentemente, em 2 sabores de sorvetes sem leite, Morango e Açaí.

lista de empórios e vendinhas

botica lá no conic, que é muito bacana, tem muita variedade e o preço não é ruim. dá pra achar sempre o doce de leite horroroso de soja. hehe.

mundo verde (meio fajuto pra quem conhece os mundos verdes por ai, mas que tem melhorado) no conjunto nacional, ali atrás do burger king, na praça de alimentação. lá da pra achar o levedo de cerveja em flocos, importantíssimo pra fazer veganrela.

pão do alemão – 213 norte – padaria com uns pães integrais especiais totalmente vegans.

– empório bem estar – 113 norte – vendinha de suplementos e alimentos naturais.

vita zen – 716 norte – lojinha que você encontra, entre outras delícias, leites vegetais. Lá eles vendem um creme vegano de avelã com cacau (tipo Nutella) da marca La Finestra

mel do sol – 403 norte – além de ser da família do tubarões, tem uma série de biscoitos integrais leites vegetais e alimentos sem galináceos. se você é vegan que come mel, ainda pode achar uns biscoitinhos maneiros.

Além disso vários restaurantes vegetarianos costumam disponibilizar prateleiras para produtos vegan. Dá pra achar um monte de coisa legal no Amor à natureza (310 norte), Girassol (409 sul), Boa Saúde (Radiocenter), etc.